SPC e Serasa: como funcionam os órgãos de proteção ao crédito

Para minimizar os riscos e dar mais confiabilidade em operações de crédito, é que foi criado o Serviço de Proteção ao Crédito. Agora você vai entender um pouquinho melhor como isso acontece:

Os órgãos de proteção ao crédito funcionam como obstáculos para pessoas que estão inadimplentes com suas obrigações, ou seja, eles mantêm em seu banco de dados a relação dos denominados “maus pagadores”, possibilitando o acesso a tais informações pelas empresas interessadas. Mas é importante lembrar que, de acordo com o art. 43, §2º do Código de Defesa do Consumidor, antes de tornar pública a inscrição de um nome, o devedor deverá ser devidamente notificado pelos órgãos de proteção ao crédito, a fim de possibilitar a regularização da pendência, evitando a publicidade indesejável da inscrição.  Continuar lendo

Score: o que é e como funciona

Talvez você nunca tenha ouvido falar em Score. Apesar de ser muito relevante para o consumidor, esse termo é pouco divulgado na sociedade. O Score é um cadastro que não mostra somente a inadimplência; é muito mais amplo e talvez seja esse o motivo de todo o cuidado para evitar que os consumidores o conheçam.

Em inglês, a palavra Score tem como um de seus significados, pontuar. Se você não está negativado no SCP ou Serasa e tenta conseguir um financiamento em um banco ou até mesmo fazer um cartão de crédito e não consegue, provavelmente é porque tem uma pontuação baixa em seu Score. A pontuação vai de 0 a 1000, quanto menor a pontuação, maior a chance de inadimplência.

Portanto, faça um esforço para pagar suas contas em dia, principalmente dívidas, se tiver, pois o Score é alimentado com informações sobre o histórico de contratações feitas pelo consumidor, ou seja, se efetuou pagamentos em dia, ou não. Além disso, bens que possua em seu nome – imóveis, veículos, etc. e sua faixa etária, Continuar lendo

Crédito Consciente

Uso inteligente do cartão de crédito

Controlar o orçamento doméstico é um desafio. Muitas vezes, o responsável pelas dívidas da família e grande vilão da conta bancária é o cartão de crédito.

O pior problema surge quando o consumidor, por necessidade ou por falta de conhecimento, passa a utilizar o crédito disponibilizado no cartão como se fosse parte de seus rendimentos, atrasando o pagamento ou pagando somente o valor mínimo da fatura de gastos. Continuar lendo

O que é restrição interna

Assim como nós, você já deve ter se perguntado: o que é restrição interna? A restrição cadastral interna é realizada pelas instituições financeiras aos consumidores que deixaram de quitar seus débitos apropriadamente, mas essa restrição não é divulgada às demais empresas. Assim, ela nada mais é, do que um impedimento interno para obtenção de mais crédito no mercado financeiro ou obtenção de novos produtos ou serviços, em razão do consumidor ser considerado um “mau pagador”.

Perceba que essa restrição não possui relação com as anotações nos órgãos de restrição ao crédito (SPC, SERASA, etc.), considerando apenas o fato de ter havido Continuar lendo

No caso de dívida vendida para outra empresa (cessão), qual a sistemática de cobrança e negociação

Você sabe como funciona a sistemática de cobrança e de negociação quando a dívida é cedida para outra empresa? O novo credor informa ao devedor a origem do débito e que, a partir da data da cessão, aquela determinada dívida não mais será negociada com o credor originário (cedente), e sim com o cessionário.

A empresa cessionária deverá informar também o valor atualizado do débito, as formas e as condições de pagamento, esclarecendo os juros e encargos incidentes após a cessão de crédito. Continuar lendo

Quitação da dívida – Quais os benefícios?

 

“Quitação da Dívida”, essas três palavras trazem uma tranquilidade enorme para muitas pessoas.  Isso ocorre principalmente porque, após quitar a dívida, o consumidor tem a satisfação de poder desfrutar novamente das linhas de crédito oferecidas pelo mercado. Mas é importante lembrar que quanto antes o devedor regularizar sua pendência, melhores serão as condições oferecidas, além de potencializar suas condições de crédito no mercado, através de uma melhor pontuação (Score) junto aos Órgãos de Proteção ao Crédito. Continuar lendo

Dicas de Crédito Consciente

É possível aproveitar as dicas de crédito consciente mesmo se estiver endividado. Nesse caso, o primeiro passo é reorganizar-se e começar a liquidar suas dívidas. Não é fácil, mas com um pouco de empenho e organização você verá resultados em pouco tempo.

Estou endividado.

Se você está negativado, a primeira coisa que você deve fazer é encontrar os “ralos” por onde escoam seu suado dinheiro. Então se sente hoje, desenvolva um plano ou estratégia para evitar gastos desnecessários e mantenha-se focado até estar livre da dívida. Sem dívidas você estará apto a tirar proveito das oportunidades.

Depois, entre em contato com a empresa que está devendo e, junto com ela, busque a melhor opção de acordo para liquidar sua dívida. Outra vantagem de quitar sua dívida é que a partir do primeiro pagamento que fizer, sua negativação, a respeito daquela dívida específica, já é suspensa. Continuar lendo

Eu tenho que aprovar a cessão da minha dívida?

Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, para que ocorra a cessão de um crédito não é necessária a anuência prévia do devedor, somente é exigida a notificação da cessão. E atenção, praticamente todos os créditos vencidos e não pagos poderão ser objeto de cessão de crédito, com exceção dos créditos de natureza personalíssima, como, vencimentos salariais, créditos alimentícios, etc.

Atualmente, a possibilidade de cessão de crédito está prevista em quase todos os contratos, como por exemplo, contrato de cartão de crédito e de financiamento. Continuar lendo

Acordo – O que é e seus aspectos positivos

Quando o assunto é dívida, tem uma palavrinha que faz todo mundo respirar aliviado, ela se chama acordo. Se você já fez um acordo, significa que formalizou a sua intenção de pagamento, ou seja, que está de acordo com determinada proposta feita pela empresa. Continuar lendo

Dicas de Crédito Consciente

Controlar adequadamente nossos gastos pessoais é muito importante, por isso vamos dar mais dicas agora que irão te ajudar a fazer esse “milagre”. Afinal, sabemos que é difícil fechar o mês sem entrar no cheque especial ou mesmo se autofinanciar através do cartão de crédito.

Crédito é para quem não sabe esperar e planejar

Muitos não sabem esperar e “precisam” consumir. Para esses o crédito é uma grande armadilha porque eles vão consumir antes, mas vão consumir menos, pois vão pagar juros como um pedágio por essa antecipação de consumo supérfluo. Não podemos fugir é claro dos imprevistos de saúde, acidentes, perda de emprego… nesses casos não podemos considerar como uso supérfluo do crédito. Continuar lendo

Como e por que é feita a inclusão no SPC

Todos nós, consumidores, estamos sujeitos a ter nossos dados nos órgão de proteção ao crédito em caso de inadimplência. Os arts. 43 e 44, do Código e Defesa do Consumidor – CDC, permitem a inserção de dados pessoais dos consumidores inadimplentes em cadastros restritivos, desde que eles sejam informados do seu conteúdo e que as informações sejam verdadeiras. Continuar lendo

Qual o critério para cálculo dos juros em dívidas?

Para você entender qual é o critério para cálculo de juros, é importante saber que são 7 as modalidades de juros trabalhadas no mercado financeiro: Continuar lendo

Quais os cuidados que devem ser tomados ao negociar uma dívida

Existem alguns cuidados que devem ser tomados na hora de negociar uma dívida, são eles:

  • Confirme o credor da obrigação;
  • Seja transparente e informe ao credor suas reais condições financeiras;
  • Firme um acordo somente se tiver certeza de que irá cumpri-lo;
  • Certifique-se de que não está efetuando pagamento de juros e encargos abusivos;
  • Guarde o comprovante de pagamento a fim de evitar cobrança em duplicidade.

Amanhã falaremos sobre Juros Abusivos.

Propostas e contrapropostas – O que é e como devem ser feitas

Possibilidades de Negociação

Hoje vamos falar sobre Propostas e Contrapropostas. Se você visa uma possibilidade de negociação da sua dívida, é muito importante estar por dentro deste assunto.
As propostas são as possibilidades de pagamento já pré-determinadas pela empresa com base na descapitalização dos juros. Para propor um acordo, são analisados pela empresa credora o que ocasionou a inadimplência e a atual situação financeira do devedor para que possa ser feita uma proposta de acordo com suas possibilidades de pagamento. Se isso não ocorre a empresa está aberta a contrapropostas que serão avaliadas pelo departamento competente.

O que são juros?

juros abusivos

Uma dúvida comum entre os consumidores é a respeito de juros abusivos. Mas para entender o que são juros abusivos, primeiro é preciso saber o que são juros. Basicamente, juro é a remuneração cobrada de quem efetuou um empréstimo e deve pagar ao proprietário do capital emprestado. Continuar lendo